Arquivos

Categorias
Todas as mensagens
 Link

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis




Blog de janiojfer
 


Obrigado ao homem do campo

 

 

O cantor Ravel encerrou sua tragetória na Terra, nesta quinta-feira, 16 de Junho, deixando muitas alegrias, mensagens musicais e canções memoráveis.

Além de cantores, a dupla Dom e Ravel era também compositora.

Entre suas principais canções, destacam-se:

01 - Obrigado ao homem do campo

02 - Animais irracionais

03 - Só o amor constrói

04 - Você também é responsável

05 - Canção da fraternidade

06 - Eu te amo meu Brasil

Esses foram apenas alguns de seus sucessos.

Gravaram também o clássico "Marcas do que se foi", sendo muito criticados pelo tom ufanistas de suas músicas.

Na realidade, a década de 70 foi muito romântica e rotulada de "brega", essa foi uma tendência fora do Brasil também. Até os Bee Gees de "Os Embalos de Sábado a Noite",  faziam muito sucesso com esse estilo musical.

Ravel sofreu um infarto aos 64 anos, na quinta feira, seu irmão, Dom, já havia sido vencido na batalha contra o câncer em 2.000.

Eustáquio Gomes de Faria, Dom, e Eduardo Gomes de Faria, Ravel, eram também os compositores favoritos da banda pop "Os incríveis", e mesmo depois do fim do governo militar, eles nunca abandonaram as mensagens musicadas. 

Obrigado Ao Homem do Campo Dom e Ravel

Obrigado ao homem do campo

Pelo leite o café e o pão

Deus abençoe os braços que fazem

O suado cultivo do chão

 

Obrigado ao homem do campo

Pela carne, o arroz e feijão

Os legumes, verduras e frutas

E as ervas do nosso sertão

 

Obrigado ao homem do campo

Pela madeira da construção

Pelo couro e os fios das roupas

Que agasalham a nossa nação

Pelo couro e os fios das roupas

Que agasalham a nossa nação

 

Obrigado ao homem do campo

O boiadeiro e o lavrador

O patrão que dirige a fazenda

O irmão que dirige o trator

 

Obrigado ao homem do campo

O estudante e o professor

A quem fecunda o solo cansado

Recuperando o antigo valor

 

Obrigado ao homem do campo

Do oeste, do norte e do sul

Sertanejo da pele queimada

Do sol que brilha no céu azul

Sertanejo da pele queimada

Do sol que brilha no céu azul

 

E obrigado ao homem do campo

Que deu a vida pelo Brasil

Seus atletas, heróis e soldados

Que a santa terra já cobriu

 

Obrigado ao homem do campo

Que ainda guarda com zelo a raiz

Da cultura, da fé, dos costumes

E valores do nosso país

 

Obrigado ao homem do campo

Pela semeadura do chão

E pela conservação do folclore

Empunhando a viola na mão

E pela conservação do folclore

Empunhando a viola na mão

 

Lá rá lá, lá rá lá, lá rá lá.... 

 

 


 



Escrito por janiojfer às 00h57
[] [envie esta mensagem
] []



 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]